Maço de março – Poemas
Lucas Alvim – Areado-MG
14×20 – 60 páginas

“Seu lirismo é cítrico como uma laranja azeda ou como um forte suco de limão. Após a sensação inicial ruim, o paladar logo aceita a fruta. E se o gosto cítrico afoga-se no esquecimento também dos versos de Lucas pouco vamos conseguir gravar. Sua poesia pode até não ser antideclamativa, mas é antimnemônica.” – Abilio Pacheco